Pena Perpétua

Publicado por

Continuando uma senda de atitudes lamentáveis de censura de que já demos conta anteriormente (https://www.elevar-a-psicologia.pt/para-a-ordem-dos-psicologos-a-democracia-e-uma-chatice/), a Ordem dos Psicólogos Portugueses censurou comentários que o projeto Elevar a Psicologia fez na Página de Facebook da Ordem, pelo simples facto de alguns dos nossos membros terem concorrido há 2 anos atrás às eleições da Ordem dos Psicólogos. Fomos adicionalmente informados que o Elevar a Psicologia está, para sempre, impedido de fazer qualquer tipo de comentário na página de Facebook da Ordem dos Psicólogos, independentemente do teor dos comentários.

Esta proibição foi-nos comunicada por e-mail no dia 10/12/2018, por Duarte Zoio, Assessor de Comunicação do Bastonário da Ordem dos Psicólogos, afirmando: “venho por este meio alertar para uma situação que viola as regras deste espaço de debate” e “qualquer comentário feito neste espaço por listas pertencentes aos órgãos sociais e/ou candidatas nas eleições OPP, será retirado”, e ainda “não podemos aceitar que listas pertencentes aos órgãos sociais ou que tenham sido candidatas nas últimas eleições elogiem ou critiquem posições da OPP”. Isto apesar dos comentários realizados terem sido perfeitamente normais e respeitosos numa publicação da página de Facebook da Ordem. Que fique claro: a proibição aplica-se a todo e qualquer comentário da nossa parte, não é motivada pelo conteúdo específico de nenhum comentário que tenhamos colocado e cujo conteúdo fosse inadequado.

Desta forma, e apesar das eleições terem terminado há 2 anos, a limitação que se aplicava em período eleitoral (a proibição das listas fazerem campanha eleitoral na página da Ordem dos Psicólogos), transformou-se numa Pena Perpétua a que o nosso projeto que dá voz a muitos psicólogos foi condenado sem julgamento. Presentemente, para a Ordem dos Psicólogos, e dado que não nos encontramos em período eleitoral, já não somos uma lista no que aos direitos diz respeito, mas para a Ordem, somos e seremos para o resto da vida uma lista no que às proibições diz respeito. Adicionalmente, seria importante perceber se durante o período eleitoral a comunicação da Ordem no Facebook foi tão neutra como agora se afirma.

Num país democrático que vive com as regras do Estado de Direito, que dizer de uma Ordem profissional que pratica o impedimento perpétuo da participação na instituição, que impede a discussão de Orçamento e Relatórios de Contas (https://www.elevar-a-psicologia.pt/para-a-ordem-dos-psicologos-a-democracia-e-uma-chatice/), e que exerce condenações sumárias sem julgamento nem crime? Que impede os psicólogos de falar porque, nas próprias palavras da Ordem dos Psicólogos: “não podemos aceitar que […] critiquem posições da OPP”!

Colega, diz-nos: é esta uma Ordem de que sentes orgulho em pertencer?

Licenciado em Psicologia (vertente de Psicologia Social) pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade…

Ao navegar neste site, concorda com a nossa política de cookies. saber mais

Neste site, utilizamos cookies para que tenha a melhor experiência de navegação possível. Ao navegar neste site ou ao clicar "Aceitar" está a concordar com esta nossa política.

Fechar